Buscar
  • Lourival Santana

Prevenção e segurança contra incêndio

Atualizado: 13 de mar. de 2020

Sem dados oficiais, estima-se que no Brasil ocorram mais de 300 mil incêndios todos os anos. Boa parte deles acontecem nos centros urbanos e prédios residenciais.


É importante lembrar que não são apenas as instalações e os equipamentos que fazem do conjunto de medidas e prevenção contra incêndios. Especialmente nos condomínios.


As pessoas também fazem parte. São os moradores e funcionários que precisam receber treinamento para atuarem como brigadistas. Imagine um prédio residencial durante um feriado como carnaval ou natal. Mais da metade dos moradores estará fora, viajando. Mas os funcionários não. Eles estarão lá, e devem estar preparados.


Por isso, a prevenção contra incêndios inclui os equipamentos contra incêndio, instalações bem conservadas e por fim as pessoas. Pessoas esclarecidas e preparadas. E isso exige planejamento.


O processo como um todo, pede conhecimento e experiência. Evita retrabalho, custos desnecessários e aumenta a segurança como um todo mais rapidamente. Por isso, ao estar assessorado com uma empresa especializada, o síndico erra menos e o condomínio agradece.


O Grupo Santafe Serviços dispõe de profissionais qualificados capazes de atuar com assertividade nas necessidades dos condomínios residenciais e comercias do estado de São Paulo.


RESPONSÁVEIS TÉCNICOS


Todas as ART necessárias devem ser assinadas por engenheiros. ART's são as anotações de responsabilidades técnicas, que tornam um profissional capacitado e especializado, responsável por um conjunto de instalações ou equipamentos.


Existem ART's específicas para geradores de energia – porque existe combustível armazenado nos locais dos geradores. Ou mesmo para os sistemas de para-raios, instalações elétricas, tubulações de gás, pressurização de escadas (se houver), hidrantes, alarmes, atestado de brigada de incêndio e demais obrigações.

Cuidar das medidas de segurança contra incêndio, solicitando a vistoria do corpo de bombeiros, para a obtenção do AVCB, é uma verdadeira maratona. Mas pode ser mais simples se houver planejamento e pessoal experiente. E todo esse processo termina por oferecer à edificação, e seus gestores, um verdadeiro diagnóstico sobre a edificação.


No fim do processo o síndico, e o condomínio, recebem um relatório como validação da empresa que assessorou o condomínio no processo. Com todo o seu conhecimento e os responsáveis técnicos que atuaram.


E ainda haverá a validação do Corpo de Bombeiros – que é uma outra validação, esta emitida pelo poder público. Vamos lembrar que é o poder público que investiga e responsabiliza os responsáveis em caso de crimes contra a vida – como um incêndio, por exemplo.


#incêndios #prevençãocontraincêndios #segurança

57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo